29 anos da Web – Devemos celebrar?

Cofundador da @BrazilJS e da @NascHQ, Software developer e autor/editor no portal BrazilJS.

O dia é 12 de março de 2018.
A Web completa 29 anos hoje. É dia de celebração então? Não.
Segundo Sir Tim Berners-Lee, inventor da Web (não confundir com o inventor da Internet, Vint Cerf), a Web está sob ameaça.
Isso não é novidade. Nos últimos anos, esse tópico está sempre presente em todos os debates sobre o futuro da tecnologia.
Em seu tradicional post de aniversário da Web, Berners-Lee foca nas ameaças reais que afetam a Web atualmente.
No último ano, o inventor da Web já havia listado 3 grandes desafios: controle dos dados, desinformação, publicidade na política.

Pela primeira vez na história, mais da metade da população do planeta estará conectada na Internet.
Mas, Berners-Lee levanta dois pontos importantes:

  • Como conectamos a outra metade?
  • Temos certeza de que a outra metade quer se conectar com a Web que temos hoje?

São duas perguntas que geram bons debates.
Pessoalmente, acho que, ano após ano, a Web vem sofrendo de várias maneiras. E algo que sempre me fascinou, hoje me causa mais preocupações e frustrações do que entusiasmo.
O próprio Berners-Lee lista alguns pontos importantes.
A Web hoje, infelizmente, é um reflexo da desigualdade no mundo, onde pessoas offline em sua grande maioria são mulheres, pessoas com baixa renda, pessoas que vivem em áreas rurais, países de terceiro mundo ou a combinação dos itens anteriores.

A Web nasceu com intuito de ser inclusiva e acessível. Infelizmente, o retrato atual não reflete a sua origem.
Não estar conectado na Internet pode significar a perda de oportunidades de aprendizado, acesso a serviços úteis, etc.
Em contraponto, levando em consideração a situação atual da Web, estar conectado também pode caracterizar o acesso desenfreado de informações falsas, o rastreamento de dados pessoais sem consentimento e, sem saber o que isso pode causar, estar sendo influenciado politicamente, vigiado pelo governo e manipulado por grandes corporações.
Pode parecer conspiração, pode parecer filme, mas não é. Esse é o futuro triste que vivemos.
Provavelmente, a Web é uma das maiores invenções da humanidade, porém, pouco a pouco ela está perdendo sua essência, que caracteriza sua maior virtude.


BrazilJS é uma iniciativa NASC